Ligue: (21) 2611-7122/ (21) 2705-0690

Curiosidade, observação e experimentação prática fazem parte da evolução humana. Na jornada para o letramento científico, combina-se o racional e o empírico para construir o conhecimento. Para isso, é preciso desenvolver no dia a dia de alunos e professores a cultura do laboratório, a partir de sequências didáticas interdisciplinares e contextualizadas que ajudam a enfrentar os desafios da sociedade contemporânea.

Na construção da cultura do laboratório, o objetivo é tornar os alunos experimentadores alertas do dia a dia. Com elementos articuladores da Física, Química, Biologia e Matemática, busca-se, então, desenvolver a capacidade de reflexão e especulação sobre os fenômenos da natureza que impactam a nossa vida.

A BNCC indica a necessidade de laboratórios de ensino para o desenvolvimento de atividades práticas que envolvam observação, experimentação e produção do conhecimento, e que atribuam sentido às aprendizagens, por vinculação aos desafios da realidade (BNCC, 2018).
As sequências didáticas dessa solução educacional foram elaboradas a partir das competências das áreas de conhecimentos previstas na BNCC para o ensino médio, e na matriz de referência do ENEM, como:

✔ Utilizar estratégias, conceitos e procedimentos matemáticos para interpretar situações em diversos contextos, sejam atividades cotidianas, sejam fatores das Ciências da Natureza e Humanas, ou ainda questões econômicas ou tecnológicas, de modo a consolidar uma formação científica geral.

✔ Analisar situações-problema e avaliar aplicações do conhecimento científico e tecnológico e suas implicações no mundo, utilizando procedimentos e linguagens próprios das Ciências da Natureza, para propor soluções que considerem locais, regionais e/ou globais.

Conesul © 2019. Todos os direitos reservados.

 

Criado por M3 AGÊNCIA DIGITAL